Como identificar a inflamação

Como identificar a inflamação?
Publicado em: 26/03/2021

Indicadores e Marcadores da Inflamação

A medida da circunferência abdominal acima de 88 cm nas mulheres e homens acima de 94 centímetros já é um indicativo de acúmulo de gordura visceral, grande disparadora das citocinas inflamatórias.

Níveis de insulina basal, ferritina, fibrinogênio, PCR ultrassensível, Homocisteína, ácido úrico fora dos valores ótimos também são indicadores e marcadores da inflamação. Quando esses marcadores já estão alterados, significa que a inflamação crônica subclínica já está mais avançada causando danos e doenças.

A maneira mais precisa e precoce de identificar a inflamação sistêmica é medir as citocinas inflamatórias envolvidas no início do processo. Elas são as grandes mensageiras e sinalizadoras de que o corpo precisa se defender, iniciando um processo inflamatório sistêmico, de baixo grau e contínuo.

Existem citocinas pró-inflamatórias como a Interleucina 6, Fator de necrose tumoral alfa, inteleucina 1 beta e o fator nuclear kapa beta, que são os mais importantes. Também existem as citocinas anti-inflamatórias que contrapoem-se ao processo inflamatório, como a Interleucina 10 e irisina, esta última produzida nos músculos durante os exercícios físicos.

Medir esses marcadores inflamatórios é a maneira mais precoce e precisa de fazer o diagnóstico da inflamação crônica subclínica e conhecer seu risco cardiovascular. São ferramentas possibilitam que seu médico, nutricionista e educador físico façam as intervenções necessárias para reverter esse processo e manter seus telômeros mais longos e suas células saudáveis e funcionais por mais tempo.


Sessão de comentários, dúvidas e respostas

Nenhum comentário foi feito ainda. Para comentar, por favor acesse sua conta.

CNPJ 39.511.601/0001-02
© Biological Age - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por PurpleTech